XXIII Congresso da Sociedade Brasileira de Radioterapia

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Tratamento de múltiplas metástases cerebrais com Gamma Knife: Relato de Caso

Apresentação do caso

Paciente, 54 anos, diagnosticada com carcinoma pouco diferenciado de tireóide (CPDT) em 2017, submetida a tireoidectomia subtotal, seguido de tratamento sistêmico, suspenso por progressão local, controlada com levantinibe. Julho de 2020 internada por tontura, sonolência e déficits de memória. Em ressonância magnética (RM) do encéfalo, evidenciou-se múltiplas lesões nodulares de etiologia neoplásica secundária, variando entre 2,1-1,1cm nos maiores eixos.
Diante da característica histológica radiorresistente do tumor, controle da doença primária e sistêmica e medo da paciente de deterioração neurocognitiva, foi definido como terapia de escolha, em reunião multidisciplinar de neuro-onoclogia a radiocirurgia (RC), a priore das lesões maiores e em áreas eloquentes, em detrimento da radioterapia de cérebro total. Em julho de 2020, foram tratadas 20 lesões com volume total de 5,8cc, doses entre 18-20Gy, com a parelho de GammaKnife (GK). Em ressonância magnética (RM) de controle, após 30 dias, foi observado redução do tamanho da lesões tratadas e a persistência de outras múltiplas lesões. A Paciente se apresentava em boa performance, sem queixas ou deficits motores ou sensitivos. Sendo assim, foi proposto nova RC com a inclusão das lesões não tratadas previamente. Em setembro de 2020 foi realizado a 2ª RC com GK, onde foram tratadas 24 lesões complementares ao tratamento anterior.
Foram realizados mais 2 tratamentos de GRC com GK em 2021, sendo tratadas 19 lesões tratadas em março e outras 20 em junho. Paciente manteve - se sem queixas neurológicas, ativa e sem alterações de neurocognitiva. As RMs de controle evidenciavam ainda múltiplas lesões, em estabilidade ou redução do tamanho. Não foi necessário realizar retratamento de nenhuma das lesões.

Discussão

O CPDT é uma forma agressiva de carcinoma de tireoidiano com um prognóstico intermediário entre os tumores indolentes bem diferenciados e os anaplásicos. Metátase (Mx) à distância ocorre entre 4-15% dos pacientes. Mx para sistema nervoso central são raras, ocorrem em 1% dos pacientes com câncer de tireóide. Diretrizes internacionais recomendam ressecção cirúrgica, independe de sua avidez pelo iodo radioativo.

Comentários Finais

Pacientes quando não elegíveis para cirurgia podem ser submetidos a RTCT ou RC, considerando semelhante controle local entre as técnicas, porém com menor deterioração da função neurocognitiva, quando realizado a RC.

Palavras-chave

Múltiplas metástases cerebrais; Carcinoma pouco diferenciado de tireóide; Gamma Knife;

Área

XXII Congresso da Sociedade Brasileira de Radioterapia

Autores

RITA DE CASSIA ARAUJO ROCHA, BERNARDO PERES SALVAJOLI, LIGIA CASÃO ARTEAGA, MIGUEL MONTES CANTERAS, JOAO VICTOR SALVAJOLI